História
 

O SOS – Serviço de Obras Sociais, fundado em 20 de agosto de 1965, atendendo uma necessidade social da época, que era acolher migrantes que vinham com suas famílias em busca de uma melhor condição de vida, ser absorvido pelo mercado de trabalho e fixar residência na cidade ou região, foi constituído por pessoas benevolentes que sensibilizados com essa causa ofereciam espaço para acolhimento, com direito de pernoites, refeições, remédios, cesta básica e atendimento social.

 

Com o passar dos anos esse público foi se modificando e passamos a acolher além de migrantes, pessoas que perambulavam pelas ruas em procura de abrigo e acolhimento. A entidade passou a oferecer também atendimento odontológico e clínico com voluntários e estagiários das respectivas áreas.

 

Com o avanço das drogas e a facilidade para compra e consumo de bebidas alcoólicas, percebe-se um grande aumento do número de adictos, principalmente alcoolistas, ocupando as ruas da cidade, vindos de outros municípios e estados. E um público cada vez mais jovem. A entidade foi se reestruturando para oferecer um atendimento digno e humanizado com possibilidades de reinserção do indivíduo à sociedade com sua alta estima elevada e a certeza de encontrar pessoas amigas sempre dispostas a lhe estender as mãos.

 

Em 2013 a Entidade faz a opção por acolhimento Institucional na modalidade Casa de Passagem conforme exigido pelo MDS através da Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais. Resolução nº 109, de 11 de novembro de 2009. Especializamo-nos ainda mais nos atendimentos e adequamos nossos espaços para melhor atende-los. Somos um serviço de acolhimento institucional de Alta Complexidade, configurado para o acolhimento de Homens, Mulheres e Família.